Na Capital e nos subúrbios de Buenos Aires Devido à pandemia, 70% das famílias se endividaram, usaram poupanças, venderam pertences ou reduziram o consumo

0
Compartilhar

Sete em cada 10 famílias na Capital e na Grande Buenos Aires tiveram que se endividar, usar suas economias, vender seus pertences, gerar novas receitas ou mesmo reduzir o consumo de alimentos – como carne bovina, outras carnes, vegetais frescos ou leite – por razões econômicas a enfrentar o impacto da pandemia e da quarentena. Na Cidade de Buenos Aires atingiu 59,9% e nos subúrbios de Buenos Aires quase 75%.

É uma das principais conclusões do Estudo sobre o impacto da COVID-19 nas moradias da Grande Buenos Aires divulgado pelo INDEC e que abrange os meses de agosto a outubro de 2020 “70,6% do total de domicílios consultados afirmam que tiveram tomou algum tipo de medida para lidar com o impacto da pandemia em sua economia.

O estudo do Indec – Instituto Nacional de Estatística e Censo da Argentina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
30 − 29 =