sábado, 13 julho, 2024

ANUNCIE

Início Brasil Por Gilson Magalhães – Reflexão para um 1° mundo.

Por Gilson Magalhães – Reflexão para um 1° mundo.

12
1

Publicado em 22/06/2024 às 11h51.

por Gilson Magalhães.

“A vida de Kana Harada entrou em uma nova fase na última sexta, 26. A estudante de 18 anos concluiu o ensino médio e não precisa mais acordar cedo para sair de sua casa em Shirataki, uma vila de apenas 36 habitantes no norte do Japão.

A Japan Railways, empresa que gerencia o sistema ferroviário japonês, havia decidido fechar diversas estações antigas e pouco movimentadas em regiões remotas do Japão. A Kyu-shirataki era uma das indicadas para o corte, mas o governo percebeu que havia uma passageira regular: Kana, que pegava o trem todo dia para ir e voltar da escola. Sem o trem, a garota teria de caminhar por mais de uma hora até chegar a uma estação.

Para poupar a estudante e aproveitando que seu ano escolar, a JR resolveu manter a estação aberta para permiti-la seguir seus estudos normalmente. O trem passava apenas duas vezes ao dia. Um esforço louvável, ainda que a falta de alternativa tenha limitado a vida extraclasse da garota, que não podia participar de atividades vespertinas com os colegas.

Kana Harada chega à estação de Kyu-shirataki (CCTV)
Kana Harada chega à estação de Kyu-shirataki (CCTV)

Com a conclusão dos estudos de Harada, não há mais passageiros regulares para a Kyu-shirataki. Por isso, a estação foi fechada nesta semana, junto com outras duas na região: Shimo-shirataki e Kami-shirataki. Um momento particularmente simbólico na transformação do que resta do Japão rural no país moderno e dinâmico”.

Li essa exemplar história advinda de um País que respeita os seus cidadãos.
Como consta no texto acima, o governo tinha decidido encerrar as atividades da linha férrea, devido à escassez de passageiros. Mas quando soube que essa garota necessitaria desse transporte para continuar os seus estudos, o Governo decidiu continuar levando a aluna até terminar os estudos.

Moral da história reflexiva.

Esse é o verdadeiro papel dos governantes em Países sérios, protegendo seu povo e respeitando os impostos, direcionando- os, para os seus devidos lugares.

O Japão é uma ilha, menor que o menor Estado do Brasil, Sergipe. Mas é uma grande nação pertencente ao 1° mundo, enquanto o Brasil pertence aos 3° mundo em desenvolvimento.

Todo País desenvolvido, tem foco capitalista, investe em educação, segurança e dá condições para seu povo ter acesso ao trabalho para assim ter vida digna independente e jamais viver na dependência de bolsa família monopolista e escravagista, implantada pelos oligopolistas.

Em um País sério, as crianças que são o futuro da nação, são respeitadas tendo escola de qualidade, professores bem treinados e bem pagos, merenda escolar de qualidade … .Mas no Brasil é totalmente diferente, uma imensidão de terras e riquezas naturais sendo más administradas, com a maioria das população alienadas com mentes retrógradas, onde o governante rouba até a merenda escolar e é ovacionado para a reeleição porque promete migalhas fruto da corrupção.

Somente honestidade, educação e trabalho para dignificar e libertar uma nação.

 

1 COMENTÁRIO

  1. Acho que Gilsinho deveria manter sua opinião política neutra, ele critica um sistema político para defender outro esquema político. Se a direita não fez nada por nossa região e nada pelo país como iria continuar no poder? Então Gilson pare de usar o JC para militar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.